terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Reportaige Guide Wednesday Christmas


Boas pessoal!!! Sei que já estão fartos de me chamar nomes, por demorar tanto tempo a publicar uma simples reportagem... E tem muita razão... Só não o fiz mais cedo, por pura preguiça... Sim... Quem diz a verdade não merece castigo...

Mas aqui fica a dita reportaige, como lhe chama o famosissimo Zarolho... (Aqui entre nós que ninguém nos ouve... Este Cão Zarolho anda muito caladinho... Não sei o que lhe fizeram... Mas já pouco ladra este Doguizinho...)

Bem, mas o motivo deste texto, é efectuar a reportagem do já habitual Passeio de Natal do Cão Guia... e tal como já vem sendo habitual, este Cão organiza todos os anos nesta altura do ano um passeio, com um grande número de caminhos desconhecidos, para que a matilha possa desfrutar de caminhos nunca antes pedalados...

Este ano a matilha aderiu em força ao desafio lançado pelo Cão Guia e compareceram 18 bravos Cães à chamada do Cão Guia... à última da hora (sensivelmente às 9h30m) lá apareceu mais um Cão... Nada mais, nada menos que o Cão mais importante de todos :-) O Je... Caso contrário esta reportagem não seria a mesma :-)

Escusado será dizer que o atraso do Repórter provocou as primeiras reacções no seio do Grupo, havendo uma facção liderada pelo Cão Guia que defendia que se devia esperar pelo Repórter, enquanto a facção do contra, liderada pelo Cão Dutor, reclamava que se o Cão Guia nunca esperava por ele, então também não devia esperar pelo Repórter...

Posto isto e tendo em conta a posição do Cão Dutor, fica aqui o esclarecimento porque é que não serão publicadas fotos do mesmo no decorrer desta reportagem... Espero que sirva de lição para outros membros que se insurgirem contra o Repórter em futuros atrasos :-)

Feita a introdução, já percebem porque faltam os primeiros 10kms desta reportagem... Purisimplementes, porque fiquei a dormir mais uma horinha...

Quando o Repórter se juntou à matilha constatou uma elevada adesão à chamada do Cão Guia, que foi brindado com a presença dos seguintes elementos:
Cão Guia, Cão Picas, Cão Joli, Cão Doping, Cão Mecânico, Cão Pock, Cão Kedas, Cão Biológico, Cão Jóia, Cão Bife, Cão Claviculas, Cão Pelão, Cão Vanettes, Cão H1N1, Cão Repórter, Cão Patron, Cão Etíope, Cão Narsa e o outro cão que não posso mencionar o nome... (Cão Dutor... LOL...)

O dia estava fresco mas solarengo... Nem sinal de chuva... O Guia tinha a previsão da metereologia impressa num pedaço de papel que exibia com orgulho... Do tipo... vim prevenido... Pensei em todos os detalhes para este passeio... De acordo com a previsão, não iria chover durante todo o dia, sendo que o céu iria ficar nebulado apenas a partir das 17h... (De acordo com a tal previsão...)

já agora, gostaria de aproveitar para fazer um agradecimento público ao Cão Guia, que com o objectivo de nos proporcionar um passeio inesquecivel, prescindiu dos seus momentos de pausa e de descanso aos fins de semana, para percorrer mais de 200kms sozinho, com o objectivo de descobrir novos trilhos e preparar o melhor percurso para a matilha...

Bem... E dando inicio à reportaige própriamente dita, aqui ficam os preparativos para a volta...

Não percebo o porquê de tanta gente a vestir impermeável... Afinal o dia até que amanheceu com sol... É caso para dizer: Não havia nexexidade do impermeável...

Aqui está tudo com ar de quem está à espera do Cão REpórter... Lindos meninos... Assim é que é...


Fartos de esperar pelo Cão Repórter, o Cão Guia decidiu entreter a matilha com umas pedaladas para aquecer as pernas ali perto da localidade de Liteiros...


Após quase uma hora depois da hora marcada, o Cão Repórter fez a sua aparição... Já a matilha resmungava por todos os lados... Bem, mas foi por um bom motivo... Afinal a reportaige do Cão Repórter é a reportaige do Cão Repórter... Nem que venha com um mês de atraso... (Há já algumas vozes que querem alterar o nome do Cão Repórter para Cão Atrasado...)

Voltando à volta... Dali seguimos para a Zibreira, Videla, Gouxaria e depois Alcanena, com o objectivo de entrar na Serra própriamente dita, em Vila Moreira...

Aqui o primeiro percalço do caminho... Alguns sobreiros derrubados pela passagem dos incêndios no passado Verão...





Paragem para reagrupar...


Segunda paragem para reagrupar... Aqui já tinhamos passado Monsanto e estavamos embrenhados em plena Serra, momentos antes de alcançarmos um campo de Tiro aos Pratos com uma paisagem soberba sobre Alcanena... (Acho eu, não me lembro porque já passou mais de um mês...)



Dog Pikes...


Falling Dog...


Dopingue Dog...


Narse Dog...


Jiló Dog... (Como diz o Roque...)

(Não abras muito a boca, porque pode sair m****)

Injenheiro Dog...

(Lindo, lindo, lindo....)

Olha... Tu tb cá estás???

(O FegCag mandou um ggande tgalho na descida paga Minde... Ganda sogte em não pagtig nada...)

(Peço desculpa aos restantes elementos da matilha, mas não consegui fotografar todos... Vão aparecer mais tarde nesta reportagem...)

A chegada ao campo de tiro...


O assalto aos medronhos...


Alguns aproveitaram para comer o primeiro reforço da manhã... O Guia aproveitava para informar que o almoço fazia parte do passeio e que os elementos da matilha não tinha de se preocupar com o almoço, porque a logistica estava toda tratada...

De facto, a organização deste passeio foi de grande nível, tendo o mesmo sido objecto de uma avaliação no final, cujos resultados serão afixados nesta reportagem...

Na opinião de muitos, o Guia está a pensar abrir uma empresa de actividades de Lazer, e este passeio serviu como tubo de ensaio para a mesma...

A matilha em fila indiana...




Os primeiros filmes do dia... (Depois de várias reclamações sobre a prestação do Repórter... Ah e tal... Não tiras fotos... Não filmas... Não fazes nada...)

En passant...


Rotunda em directo para a "TV BTT Almonda..."


Pouco depois iriamos apanhar o primeiro troço de lama do dia... Motivo pelo qual tivemos de fazer uma paragem adiconal para limpar a lama acumulada nas rodas...


Descida para o Covão de Feto...



Em Covão de Feto aproveitamos para encher as mochilas e os bidons com água...



Uma foto a ser enviada ao programa "Nós por Cá" da SIC...


À saida do Covão do Feto, mais um Single-Track daqueles inesqueciveis... De facto o Guia esteve ao seu melhor nível, com um percurso muito bem escolhido...

Depois do Single-Track, teriamos mais uma paragem para reagrupar e para o Guia fazer um Briefing sobre o próximo obstáculo do percurso... A subida até ao alto da Serra de Minde...


O Guia no seu melhor... Atitude à Mourinho...


O Lazy Dog...


Esta parte do percurso coincide com os Caminhos de Fátima, pelo que, é possivel encontrar muitas marcas no chão, em Pedras, e, ávores, em arbustos, a indicar a direcção de Fátima... Caminho duro, mas espetacular...










No Alto de Minde... O responsável pelo passeio... Dog Guide...


A Mata de Minde completamente inundada...


A malta ia chegando aos poucos... A opinião era geral... Que subida espetacular... Mas tão durinha...




De salientar o regresso do Dog Patron às pedaladas...


Angel Dog...


Claviculas... Força tem ele... Mas a técnica tem de ser apurada...


Vanettes...


Dog Pikes...


Falling Dog...


Fegcag...


Pock...


Foto de familia... Com Angel Dog...


Foto de familia... Com Repórter Dog...


Tendo alcançado o ponto mais alto da zona, a única possibilidade era descer... Assim, descemos em direcção a Minde onde nos esperaria o almoço... Mas não sem que antes o Guia me tivesse presenteado com mais uma surpresa... Uma descida em Single-Track simplesmente espetacular... Apesar de molhada e escorregadia, deu fazer em alta velocidade... Para alguns... Outros, como é o caso do Fegcag, mandou um tralho aparatoso e só com muita sorte não sofreu qualquer ferimento grave...

Os filmes da descida










A mata de Minde...


Já em Minde ocorreu um dos episódios mais cómicos da volta... O almoço estava combinado com o Chico no supermercado Minipreço, pelo que, o Guia se dirigiu
às traseiras so referido supermercado, que seria o ponto de encontro e local do tão esperado repasto... Quando chegamos às traseiras do supermercado, aguardamos que o Chico nos indicasse o local e a entrada para o almoço... Enquanto esperavamos, o Moreira viu uma mangueira e começou a lavar a lama da bicicleta... De repente apareceu um homem, indignado com a presença de tanta bicicleta no seu espaço comercial, a perguntar o que faziamos ali... Alguém respondeu que estavamos à espera do almoço... O homem respondeu que não sabia de nada e que deveria haver algum equivoco... ao mesmo tempo, o Moreira, todo contente, continuava a lavar a sua bicicleta, com a mangueira alheia e com água alheia... LOL...

Já à entrada do Minipreço...


Gostaria de fazer aqui um agradecimento público ao Chico, que teve o trabalho de preparar o almoço para o pessoal e ainda de ceder o espaço no armazém do Minipreço para a matilha almoçar... Um grande bem haja para ele...

Aqui teriamos as primeiras desistências do dia, com o Cão Patron e o FegCag a dizer que já tinham dose suficiente, pelo que iam voltar para casa... Mal sabiam os restantes que eles tinham tomado a decisão mais acertada...

Retomamos então caminho em direcção à mata de Minde que estava completamente cheia de água...











Aqui iriamos ter um dos momentos altos do dia, com a travessia de um riacho que devido às fortes chuvas que cairam na semana anterior ao passeio, tinha um corrente bastante forte, o que iria dificultar a travessia do mesmo... Alguns elementos da matilha ainda sugeriram contornar este riacho por asfalto, mas quem conhece o Cão Guia, sabe que nada consegue demover o homem do percurso que tem na cabeça...

E assim foi... Aqui ficam os filmes do momento... Claro está que eu fui o primeiro a atravessar para poder registar o momento...

A primeira foto já do lado de lá da margem... Um simples riacho transformado em autêntico rio...


Os filmes...












A partir daqui o percurso iria regressar a Minde e seguir os caminhos de Fátima... O problema é que em Minde começaram a cair as primeiras pingas de água... Na subida para o Covão de Coelho, fomos obirgados a vestir os impermeáveis...

A pedalada debaixo de chuva e com algum cansaço acumulado começava a desanimar alguns elementos da matilha... Já muito próximos de Fátima, o Guia viu-se obrigado a abortar o resto do passeio e rumar em direcção ao ponto de partida... O problema é que estavamos a cerca de 15kms de distância...

De volta ao Covão de Coelho, a chuva caia com bastante intensidade... Quando chegamos ao caminho que ladeia a Auto-Estrada A1, a chuva era tanta, que não conseguiamos ver nada à nossa frente... Estavamos completamente ensopados...

O Tó Pratas estava com bastante dificuldade em seguir caminho por terra, pelo que, optou por descer até Minde e seguir por asfalto até casa...

Quanto aos resistentes, já estavamos por tudo... Até já paravamos para conversar à chuva... Estava a ser uma experiência bastante engraçada... Para alguns, claro está...

A dada altura, e com a escuridão que se abatia para as bandas de Minde, quem tinha a luz traseira das biclas instaladas no espigão do selim, ligou as mesmas... Parecia uma procissão... LOL...

Quanto às poças de água e lama... Qual lama, qual quê... Era sempre a abrasar...

Por motivos óbvios, não tenho fotografias para registar o acontecimento... Mas tenho pena... Foi espetacular...

À saida das Moitas Vendas e em lugar de seguir pela estrada principal até aos Liteiros, o Guia embicou para a Gouxaria... Ora eu que já etava sem pinga de sangue, farto de pedalar e farto de tanta água comecei a desatinar com o Guia... Isto foi motivo suficiente para ouvir bocas do Guia: "Então mas hoje tiraste o dia para me f.... o juizo? Primeiro foi de manhã à tua espera e agora estás armado em menina?" Escusado será dizer que tive de levar com o pessoal a gozar comigo até final do passeio... Ou melhor até eu rebentar... Quando cheguei à Videla fiquei sem gasolina e tive de parar para meter uma barra energética... Daquelas de emergência... Claro está que ninguém deu pela minha paragem... Para além disso, um furo lento começava a fazer das suas... Conclusão, quando cheguei aos Liteiros, já o pessoal tinha chegado há cerca de 15 minutos e estavam todos preocupados comigo... O Guia só dizia que eu tinha tirado o dia para lhe moer o juizo... LOL... E como se não bastasse, ainda demorei mais de um mês para publicar esta reportagem... LOL...

Dali seguimos para casa para a bem merecida banhoca... Mas o dia ainda não tinha terminado... O jantar estava marcado para as 19h na Sede oficial do BTT Almonda... A Quinta do Vale Pequeno do Engenheiro... Este seria o jantar de Natal da matilha, com direito a troca de prendas e um inquérito sobre a satisfação da matilha com o referido passeio... Com reportagem já de seguida...

Ass: Cão Repórter (Preguiçoso)
PCCRB

1 comentário:

Vieirinha disse...

espetacular..... muito boms estes caminhos