terça-feira, 6 de outubro de 2009

Quem aposta?

Há gajos mesmo muito teimosos...

Também há quem diga que nunca viu um teimoso ateimar sozinho, mas o caso do Moreira é um exemplo levado ao extremo... (Coitada da Catarina...)

Mas adiante... Este fim de semana foi dia de Descida do Picoto. Pelo terceiro ano consecutivo, o BTT Almonda participou neste evento organizado pelo Grupo Selinda BTT da Sertã.

O formato do evento é já bem conhecido. A malta mete as bicicletas dentro de um camião TIR, tira bilhete de autocarro para o topo do Monte do Picoto... E Soltem a Parede... Neste caso é mais "Soltem os travões...".

Dado que as bicicletas do BTT Almonda são como que uma extensão da nossa familia, o tratamento das mesmas, também é especial... Assim, em lugar de irem para dentro de um camião TIR e andarem embrulhadas no meio das refeirosas (nunca vi tanta espécime rara junta), mais uma vez, a Catarina (esposa do Moreira), fez o favor de levar as nossas meninas dentro da carrinha até ao inicio da subida... (desta vez, conseguimos "enfiar" seis bicicletas dentro da carrinha... E não sobrou roda nenhuma do lado de fora...), enquanto nós apanhamos boleia nos autocarros colocados à nossa disposição pela organização do evento...








E foi exactamente durante o tempo de espera para que os autocarros iniciassem a viagem, que se deu um dos ataques de teimosia do Moreira... De acordo com este "cromo"... (E que "cromo"... ), a queda aparatosa que o Paulo (Joli) protagonizou há dois anos atrás, e que motivou a assistência de uma Bombeira durante uma paragem para reabastecimento, teria acontecido no passeio dos Trilhos da Raia no passado ano de 2008. Esta opinião era também corroborada pelo Carlos Marchão e pelo José Luis. Na minha opinião, na do João Gonçalves e do Narciso, a queda do Joli que motivou a famosa assistência da Bombeira, tinha acontecido exactamente há dois anos na edição da Descida do Picoto de 2007.

Para quem conhece o Moreira, não é preciso descrever com muito detalhe a convição com que o homem defendia a sua versão dos acontecimentos... "Epá, eu tenho a certeza que foi durante uma paragem para reabastecimento numa aldeia de Idanha, em que eu comia fatias de presunto às pazadas em vez de comer as sandes por completo..." "Ah e tal..."

Bem, a convição do homem era tanta e depois de ser corroborada várias vezes pelo Marchão (também vais entrar em despesas), acabou por apostar comigo e com o João um almoço na Marisqueira de Torres Novas:

João e Brites = Apostam no Picoto
Moreira e Marchão = Apostam em Idanha
Testemunhas: Narciso, Zé Luis, Se-Rui e Se-Carlos

Para confirmarem quem ganhou a aposta e quem vai pagar o almoço, vejam a seguinte reportagem

É sempre bom ter um Moreira no Grupo... Como é que a malta se entretinha durante os tempos de espera...

Feitas as apostas, lá seguimos em direcção ao Picoto... Meia hora a andar de autocarro no meio de estradas estreitas, de medronheiros completamente vergados com medronhos maduros, parques eólicos com torres a perder o conto... E os trilhos... Preparados para receberem as máquinas voadoras...

Uma das Torres Eólicas... Parece pequena não parece? Afinal é uma simples ventoinha, com 80 metros de altura e pás com 40 metros de comprimento...


Chegados ao Picoto, começaram os preparativos de última hora, com as habituais indecisões... "Levo manga curta ou manga comprida?", "Ah e tal, levo calções ou mini-saia?"



Eu não queria levantar qualquer tipo de boato, mas já repararam nas calças do Marchão?


Outros aproveitavam para aliviar a bexiga, enquanto outros aproveitavam para os apedrejar.. Enfim, as habituais cenas de palhaçada...

O Zé aproveitava para dar a última passa antes de começar a pedalar...


E o apito de partida soou para dar inicio a cerca de 10kms de descida...


Os habituais "cromos" destas andanças... Alguns já repetentes...





A coluna de BeTeTistas começava a estender-se descida abaixo, criando uma paisagem colorida e uma visão espetacular paa quem ficava cá em cima...





A partir deste momento, foram alguns kilometros a aproveitar a descida ao máximo... Larguei travões, coloquei-me em posição de descida, apertei bem o selim com as pernas, coloquei peso sobre a roda traseira... E venha dai a descida... Há algum tempo que não descia com tanta segurança... Devo ter ultrapassado perto de 100 participantes... Até que avistei o primeiro elemento do BTT Almonda, lá bem à frente... Era o Cão Dutor...

Após circular alguns metros na roda dele e numa curva em que sentiu o barulho da minha bicicleta, o Cão Dutor apercebeu-se da minha presença, e largou um pouco mais o travão... Nas retas mantinha a distância, nas curvas eu ganhava terreno, até que a certo momento, acabei por ultrapassá-lo, circulando ele alguns metros na minha roda...

Houve alguns momentos da descida em que o pó era tanto e em que a velocidade era tanta (houve momentos em que atingi mais de 50km/h), que não conseguia ver mais que 3 a 4 metros à minha frente... Ou seja, arrrisquei e de que maneira...

Quando a descida terminou, abrandei... por um lado para me juntar à matilha e por outro lado, porque a transição descida->subida não é lá muito simpática para os músculos da perna...

Claro que o Cão Dutor passou por mim a 300 e aproveitou para mandar a boca "Então agora que é a subir, já ficas para trás?" LOL...

Após alguns minutos à espera dos vários elementos da matilha que ficaram para trás na descida, lá foram aparecendo e reagrupando um a um , tendo a partir daqui pedalado quase todos juntos...

Depois de vencermosa única subida digna do nome durante todo o percurso, demos inicio à segunda parte da descida...

A Serra D'Aire lá bem ao fundo...


E foi quase no final da descida, que nos deparamos com um grave acidente protagoizado por um dos elementos do nosso conterrâneo Grupo BTT Zona 55...

Prontamente paramos com o objectivo de prestar o auxilio necessário... Após algumas chamadas para a organização a indicar o local preciso do acidente e após uma breve observação feita pelo nosso Cão Picas, o diagnóstico foi imediato... O Rui Almeida tinha a clavicula fracturada... Fim da volta para este Zona 55 e paragem forçada durante umas semanas...


(Nada de observações sexistas... qualquer semelhança com o caso do Joli há 2anos é pura coincidência)

Felizmente que temos um enfermeiro no grupo, porque caso contrário, o Rui Almeida não teria o braço imobilizado antes de chegar ao Hospital, prolongando a dôr e o desconforto por mais tempo... Com a preciosa ajuda do Marchão, o Rui Almeida conseguiu respirar um pouco de alivio...

Só após garantirmos que o Rui Almeida saiu de ambulância e que a sua menina era evacuada pela carrinha de apoio da organização, abandonamos o local...

Cerca de 200 metros mais abaixo, chegamos à aldeia onde estava o primeiro e único posto de abastecimento de toda a descida... O menu era já conhecido... Sandes de presunto e chourição, regados com vinho, coca-cola e outra bebidas... Tudo à discrição dos participantes...


Adivinhem quem é que não se fez de rogado... Não adivinham? Então dou uma ajuda...



A partir do reabastecimento, dois dos elementos do Grupo Zona 55 pedalaram conosco, aumentando assim o número de elementos da matilha...

Até ao final houve lugar a alguns despiques verbais que por sua vez deram lugar a despiques a pedalar...

Após ter contado ao João o episódio da descida, em que ultrapassei o Cão Dutor tendo este ficado para trás, é fácil adivinhar o que aconteceu...

O João a picar o Cão Dutor: "O Zé Luis não vale nada... Tem a mania que desce bem mas depois leva com cada rabeta do Brites... Não pedala nada... Não sobe nada de jeito... etc..."

Enfim, a troca de mimos e galhardetes durou até final da descida, durante os banhos, almoço e a caminho de Torres Novas...








Para terminar em grande a Descida do Picoto - Edição 2009, uma descida acentuada com algumas zonas em que o grau de inclinação rondava os 20%...
O Final da descida, já a chegar à entrada da Sertã... O Cão Dutor a ser papado mais uma vez... Aqui pelo Zona 55...


O Valério...


O Moreira e o Narciso...


"Ó Marchão... Tás Cavalão..."


E o Cão Guia...


Após os banhos (nos balneários femininos) e após o almoço volante na sede dos escuteiros locais, demos por encerradas as actividades do dia...

Não sem antes comprovarmos que as calças do Marchão... São efectivamente completamente, totalmente, absolutamente... ABICHANADAS... E mais não digo...


Fica então por marcar a data do almoço na Marisqueira de Torres Novas, cujo pagamento ficará a cargo do Moreira e do Marchão...

Ansiosamente a aguardar...

Ass: Cão Repórter...

3 comentários:

Cão dutor disse...

Tambem há quem meta baton do cieiro nas baikes de carbono para não terem atritos nas descidas LOL.

Brites disse...

O que tu queres é cunbersa... Eu dou-te a cunbersa...

Abraço,

Ass: Cão Repórter

ZONA 55 BIKE TEAM disse...

Ei pessoal, gostei das fotos. Vou gamar aqui algumas mas não digam nada lá na Esquadra ;)
Abraço, Valério